Selecione seu idioma

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Sólida Escuridão, assombrada por monstros...

Google


Um número pequeno de pessoas controla toda a matéria-prima global...

Um número pequeno de pessoas controla todas as fontes de energias do mundo...

Um número pequeno de pessoas controla todas as finanças bancárias (Instituições Financeiras), créditos, agronegócios, indústria bélica, aparelhos eletrônicos, comunicação, turismo, transportes, e negócios imobiliários do mundo...

O mesmo pequeno grupo faz acordos internacionais secretos...

O mesmo pequeno grupo controla os governos de todo o mundo...

Aumenta a exploração dos trabalhadores e a concentração das riquezas em poder de uma minoria...

Uma rede internacional e subterrânea interliga todos os grandes interesses econômicos globais...

O ambiente produtivo global é de maior e mais acirrada competição global, obrigando a reduzir custos, o que é feito através dos cortes de salários...

Os recursos naturais estão esgotados, pois não foram renovados e não projetados para autossustentabilidade...

O fenômeno da mecanização suprimiu a mão de obra, e o aumento descontrolado da população ( sete bilhões de pessoas), gerou abismo social, de proporção cataclísmica, garantia certa de futuros grandes desordens sociais, em face da escassez de alimentos, água, e meio-ambiente seguro para viver.

A agricultura familiar foi extinta pelo inchamento das grandes metrópoles...

O trabalho manual, não valorizado, desapareceu...

As terras produtivas foram usurpadas pelas grandes conglomerados internacionais de produção mecanizada...

As terras improdutivas foram confiscadas pelos proprietários de grandes manadas de bovinos...

As florestas foram destruídas, deixando de fornecer alimentos e matéria-prima essencial à sobrevivência humana...

O ambiente rural invadido...

A água potável, própria para o consumo humano,  praticamente tornou-se artigo raro e de alto custo financeiro...

Os Oceanos  deixaram de fornecer alimentos em abundância, rápido,  e de baixo custo financeiro, depois de oxidados e poluídos pelas grandes corporações petrolíferas...

As grandes madeireiras, e os especuladores imobiliários internacionais, devastaram e dominaram todas as áreas ambientais seguras...

Aos pobres restou o último e precário refúgio das perigosas e deslizantes encostas urbanas, de mangues, e encostas de rios, em acelerado processo de erosão...

Com as consequências iniciais do aquecimento global, devido as mudanças climáticas, a próxima etapa será as "mudanças geológicas", e acontecerão, simultaneamente, os "Desastres Perfeitos", de grandes magnitudes, devastações colossais de vidas humanas.

Na esteira de tais desastres, enfrentaremos epidemias, revoltas, ataques terroristas dos famintos, invasão de propriedades, e a total desordem social.

Conectando este cenário de sólida escuridão, assombrada por monstros, estamos moldando este edifício condenado, com a argamassa da ineficiência administrativa de governantes inescrupulosos, a irresponsabilidade, a negligência, a indiferença, perspectivas de um novo conflito mundial iminente, corrupção generalizada, crise financeira na Europa, enfim, um cenário perfeito para desenrolar o espetáculo muito conhecido da nossa espécie humana, já em exibição há mais de dez mil anos de conhecida história (minúscula).

Google

Talvez este seja o último ato da peça teatral humana, protagonizada por artista de péssima qualidade artística, e as cortinas sejam fechadas, e não haverá público para aplaudir ou vaiar.

Dia da Terra
RUI SANTOS DE SOUZA
Brasil, Curitiba, 26 de fevereiro de 2012 - 15h:15