Selecione seu idioma

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

A "Importância da Censura" - "Libertas Quæ Sera Tamen"

Imagem Google
"Libertas Quæ Sera Tamen"
Tiradentes - Inconfidência Mineira - Brasil - Minas Gerais



Anuncio, aos nossos leitores, o regresso de Sua Majestade: "A Censura"!

A Censura é irmã gêmea da Escravidão e da Submissão.

A Censura é o primeiro sintoma de que um Estado está decadente.

A Censura é o primeiro sinal de que um Império está arruinado.

A Censura é forte indício que a imoralidade está sendo legalizada.

A Censura o renascimento do Conhecimento durante mais de mil anos, na Europa, durante a Idade Média.

A Censura não deu voz à Galileu.

A Censura silenciou Copérnico.

A Censura amordaçou Darwin.

A Censura matou Sócrates.

A Censura alimentou e fortaleceu Stalin.

A Censura criou e deu super-poderes ao Nazismo e ao Fascismo.

A Censura mandou queimar a Biblioteca de Alexandria.

A Censura encobertou os maiores crimes da História da Humanidade.

A Censura demonizou a Ciência.

A Censura é a mão protetora dos governantes corruptos.

A Censura sobrevive nas trevas da ignorância, do desconhecimento, e do medo.

A Censura é o vampiro que bebe o sangue dos desobedientes amantes da liberdade.

A Censura é a arma mortal usada pelos governantes ineficientes e incapazes.

A Censura veste a capa da legalidade jurídica, para matar, nas sombras do Estado-Totalitário, os Direitos Humanos.

O que seria dos Ditadores sanguinários, se não existisse a Censura Oficial, do Estado, sob o disfarce da legalidade?

A Censura protege os interesses da minoria, em detrimento dos interesses das maiorias.

A Censura esconde o colonialismo político, econômico, cultural...

A Censura favorece e protege o corporativismo imoral...

A Censura garante os direitos das minorias totalitárias...

A Censura é o cobertor dos crimes contra a humanidade...

A Censura é o baú, onde são guardados os segredos do totalitarismo bestial, contra vítimas indefesas.

A Censura é o véu que esconde os crimes de guerra.

O medo das sanções impostas pela  Censura, garante a impunidade dos criminosos, que praticam atrocidades contra a humanidade...

A Censura é o guarda-chuva do desvio das verbas públicas.

A Censura odeia e persegue, até eliminar, todas as fontes independentes de informação, pois elas denunciam os crimes que a Censura tenta esconder.

A Censura é o escudo protetor, que garante a existência dos protetorados, beijando as mãos dos censores.

A Censura alimenta-se  da mentira e da hipocrisia oficial, legal, mas imoral.

A Censura é a fabricante de índices econômicos e sociais mascarados, e maquiados.

A Censura é inimiga de morte da Liberdade, de pensamento e de expressão...

A Censura usa muitas máscaras: religiosa, econômica, política, cultural, racial...

A Censura é a mãe de todos os mitos segredadores e excludentes, sociais e econômicos, da história humana...

A Censura garante e dissemina o patrulhamento ideológico e político, com objetivos inconfessáveis...

Liberdade! "Libertas Quæ Sera Tamen"

"Liberdade, ainda que tardia" (Grito de Guerra dos "Inconfidentes Mineiros" - Brasil - Estado de Minas Gerais)

Dia da Terra
RUI SANTOS DE SOUZA
Brasil Curitiba, 23 de fevereiro de 2012 - 09h:27