Selecione seu idioma

sábado, 3 de setembro de 2011

Mãe Terra: Útero, óvulos, espermatozóides e câncer...

O Planeta Terra é um corpo vivo, que executa funções orgânicas, através de órgãos específicos, semelhantes aos órgãos existentes em todos os seres vivos.

O Planeta Terra tem coração, tem útero, sangue, ovário, óvulos, pele, cabelo, sistema nervoso, metabolismo, intestinos, estomago, boca, ouvidos, inteligência, sensibilidade, pensa e fala, pois é inteligente.

Causa-me espanto ao ler notícias de meteoros em colisão com a Terra, são responsáveis em espalhar a vida no sistema solar. Não conheço maior aberração do que estas notícias, pois ocorre exatamente ao contrário, a Terra foi fecundada através da vida que já existe no Universo Cósmico.

A Terra não fecunda, ela foi fecundada pela vida já existente, em nossa e em outras Galáxias do Universo.




O Planeta Terra executa uma volta completa ao redor do centro da Via Láctea a cada 250 milhões de anos, passando por regiões que a espécie humana nunca viu, desconhece inteiramente, não há registros históricos, pois os registros fósseis de humanos na Terra, mais antigos, datam de 195 mil anos.

É muita pretensão, fruto da estupidez humana, construir uma teoria que a Terra, recém-nascida, na Via Láctea, possa fecundar o nosso Sistema Solar.

Teorias absurdas, pretensiosas, pois usando a lógica simples, e os números astronômicos que dispomos, é evidente que outras regiões da Via Láctea que desconhecemos possuem vida, originadas na fecundação da Cadeia de Carbono, fecundadas por Meteoros, no mesmo processo ocorrido na Terra..

A NASA divulgou relatórios que existe água no Universo, existe Oxigênio no Universo, existe micros-organismos na imensidão cósmica desconhecida.

A Mãe Terra possui um corpo vivo, com óvulo uterino, que é a Cadeia de Carbono, abundantes na Via Láctea, pois existe água na Via Láctea, em outras regiões, planetas e luas.

O Óvulo da Terra e do Universo é a Cadeia de Carbono.

Meteoros e Cometas: Os Espermatozóides fecundadores da Cadeia de Carbono

Os Cometas e Meteoros executam a função de espermatozódes cósmicos, transportando os elementos químicos necessários à fecundação dos óvulos existentes nas diferentes regiões da Via Láctea e de outras Galáxias.

Os Oceanos da Terra executam funções múltiplas, de Útero materno e de Sangue para o Planeta.

O Coração da Terra é o Núcleo do Planeta, que é responsável pela proteção do campo magnético.

A pele protetora do Planeta Terra é o seu campo magnético, que executa a função de proteger o nosso Planeta de devastações Químicas e Físicas provenientes da nossa Galáxia.

As vias respiratórias da Terra são as diferentes camadas da atmosfera.

O pulmão da Terra são as florestas.

As placas tectônicas executam as funções nervosas do organismo da Terra.

Os vulcões são responsáveis pela "Boca da Terra".

Os rios e os oceanos executam as funções arteriais do sistema vascular da Terra.

O sistema digestivo da Terra é o Manto, ou Crosta Terrestre, depositário do material orgânico em decomposição.

O metabolismo da Terra é executado pelas geleiras e as temperaturas dos oceanos.

As mudanças climáticas e geológicas configuram as várias etapas do envelhecimento da Terra.

O Sol executa as funções da Visão da Terra.

A dependência magnética do campo gravitacional da Lua executam as funções de braços e pernas da Terra.

As forças gravitacionais executam as funções dos  pés, que mantém o equilíbrio e impede nossa queda no vazio cósmico.

Nós, os estúpidos humanos, somos o câncer, em acelerado processo de metástase, executando as funções malignas de destruir o corpo materno, que é a Mãe Terra.

A Ciência Moderna, apesar de todos os avanços tecnológicos, precisa rever os paradigmas medievais do antropomorfismo humano.

A Ciência Moderna tem a obrigação de rever a conceituação técnica dos estudos científicos, equivocadamente elaborados por uma compartimentação do saber humano, pois os órgãos e partes do corpo da Terra não podem ser estudados e diagnosticados isoladamente.

Tratando-se de um "Ser Vivo Cósmico", de origens desconhecidas, a Terra, merece um estudo e cuidados especiais amplos, sob um novo prisma de análises e estudos.

A Terra está doente, acometida por um câncer denominado "Homos" que desconhece, ignora as leis que regem a origem da vida no universo.

Primeiramente criou fictícias divindades espiritualizadas nos padrões da estupidez humanóides, depois separa e divide um corpo vivo, indiferente às causas e efeitos de organismo vivo interligado, exatamente à semelhança de todos os organismos vivos conhecidos.

O Planeta Terra é orgânico, e esta palavra diz tudo: órgãos complexos interagindo, para o vida ou para a morte.

Só uma revolução científica na Terra, com revisão de paradigmas primitivos ultrapassados, ou uma intervenção de outra civilização alienígena, poderá salvar a Terra da devastação orgânica dos órgãos essenciais à vida planetária, executadas por uma espécie predadora, assassina, um vírus mortal, que surgiu de uma anomalia genética no código do DNA Universal.

RUI SANTOS DE SOUZA
Brasil, Curitiba, 03 de agoto de 2011 - 10h:24