Selecione seu idioma

segunda-feira, 19 de março de 2012

"Corredores Verdes", Internacionais, e "Supra-Territoriais"

Google


Basta de discussões, e de comissões de estudos. 

No Brasil, existe um expressão popular, que diz o seguinte, quando alguém não quer fazer, não está fazendo nada, mas fingi que está fazendo: ""Está enchendo linguiça", para ganhar tempo.

O momento que vivemos é grave, exige urgência, e não adianta ficar "enchendo linguiça", pois o tempo de agir está acabando.

Vamos direto ao ponto.

O momento agora é de agir.

"Corredores Verdes",  Internacionais, e "Supra-Territoriais".

Sugestões de soluções radicais, para enfrentar as mudanças climáticas e geológicas em curso no Planeta Terra:

01)  Proibir toda e qualquer exploração de petróleo nos oceanos.

02) Que a UNESCO declare os oceanos Patrimônio da Humanidade, e que fiquem sob a proteção e fiscalização do Conselho de Segurança da ONU.

03) Que a ONU acabe com o instrumento jurídico do "Poder de Veto", e que prevaleça as decisões da maioria dos membros do "Conselho".

04) Que todos os países do Mundo encontrem fontes alternativas de energias naturais, em substituição ao petróleo.

05) Que a produção de fontes alternativas (álcool, milho, e outras) sejam coercitivas à todas as Nações.

06) Enquanto não ocorre a substituição do petróleo por outras fontes alternativas, que os grandes navios petroleiros sejam proibidos de navegar nos oceanos, e que, todo e qualquer transporte de petróleo, seja feito em pequenos navios, pois em caso de acidentes, os danos serão de menor proporções.

07) Que toda e qualquer modalidade de exploração de poços petrolíferos, sejam feitas pelos órgãos ambientais de cada país, e que o petróleo não seja explorado por empresas privadas, com objetivos de lucros financeiros. 

08) Que a exploração de petróleo no mundo seja estatizada, sem fins lucrativos.

09) Que as montadoras de automóveis só fabriquem carros de uso de combustíveis derivados de fontes alternativas de energias. Proibição total de fabricação de carros movidos por combustíveis derivados do petróleo.

10) Que as companhias aéreas e as indústrias recebam incentivos fiscais de cada país, para promoverem a substituição das fontes de energias.

11) Que o transporte rodoviário de cargas seja proibido, e que cada país restabeleça suas malhas de transportes ferroviários e fluviais.

12) Que o transporte urbano ferroviário seja obrigatório, e proibido o trânsito de veículos particulares nas grandes cidades.

13) Que a UNESCO declare "Patrimônio da Humanidade" todas florestas de todo o Mundo, sem exceção.

14) Que todos os países do mundo destruam seus arsenais bélicos, sem exceção, e que a única Força Armada da Terra seja a da ONU, que intervirá em casos extremos, com o consenso da maioria dos membros do Conselho de Segurança.

15) Que todos os recursos financeiros utilizados na construção de material bélico, sejam destinados à proteção ambiental, e em fundos de recursos financeiros, para ser usado no caso de grandes desastres ambientais.


16) Que as tarifas cobradas pelo consumo de água sejam elevadas ao maior patamar possível, com o objetivo de coibir o desperdício no consumo.

17) Que a distribuição da água, em toda a Terra seja estatizada, e não mais objeto de exploração com fins lucrativos, por parte de empresas privadas.

Que esta pauta de sugestões seja aperfeiçoada, e devidamente planejada,  pela Rio+20, e levada ao Conselho de Segurança da ONU, que a aprovará, e tomará as deliberações pertinentes. 

Dia da Terra
Brasil, Curitiba, 18 de março de 2012 - 10h:54