Selecione seu idioma

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Meio Ambiente Transformar os sonhos em realidade, ou enfrentar os pesadelos.




Transformar os sonhos em realidade, ou enfrentar os pesadelos.


Preservação Ambiental: transformamos o sonho em realidade, ou a realidade transformará nosso sonho em pesadelo.


Dia da Terra, diariamente, divulga e emite alertas e notícias, sobre a necessidade de preservação ambiental.


Estamos determinados em organizar, instituir e fazer acontecer de fato, a Universidade Livre do Meio Ambiente na Amazônia, sem vínculos governamentais, burocráticos, o que impossibilitaria a liberdade de fiscalizar, denunciar e agir preventivamente contra as ações predatórias de destruição do meio ambiente natural da Amazônia.


Há muito o que fazer, os desafios são imensos.


Diante dos enormes desafios a serem enfrentados, teríamos que iniciar a luta em algum lugar específico, um símbolo com o poder suficiente de promover a mobilizado de todos os humanos, e escolhemos a floresta amazônica, por tratar-se da maior reserva verde do mundo, que está sofrendo um intenso e acelerado processo de destruição.


O Governo Brasileiro está impotente, não consegue proteger a Amazônia.


A incapacidade do Governo Brasileiro em proteger a Floresta Amazônica é conseqüência da histórica incapacidade administrativa da máquina de administração pública no Brasil, atolada até o pescoço no lamaçal da corrupção e da ineficiência crônica que flagela dos os setores.


Não podemos mais continuar indiferentes, passivos, inertes, diante da brutal destruição do maior patrimônio natural do Brasil, que é a Floresta Amazônica.


Não podemos permitir que os governantes brasileiros façam com a Amazônia o mesmo que fizeram com a Petrobras, com a Educação, com a Saúde dos Brasileiros, com a Segurança Pública, com a Economia de um país rico, mas que empobreceu e está falido devido a má, ineficiente e criminosamente corrupta gestão pública brasileira.


É pública e notória a incapacidade administrativa dos governantes brasileiros, movidos unicamente pelos interesses pessoais, inescrupulosos, sem nenhuma noção de espírito público.


Diante desta triste e trágica realidade, o "Dia da Terra" assume a responsabilidade de liderar árdua tarefa de proteção ambiental no Brasil, iniciando suas atividades com esta "Aula Magna" em comemoração ao início das atividades da Universidade Livre do Meio ambiente na Amazônia.


Que estejam cientes e conscientes, todos os brasileiros e todos os habitantes do Planeta Terra, que seremos capazes de transformar nosso sonho em realidade, o de preservar os meios ambientes naturais, ecossistemas, faunas, floras, biodiversidades, biomas, ou então, estaremos destinados a acordar, em breve, diante do pesadelo dos grandes desastres naturais que destruirão a civilização humana moderna.


Milhões de humanos, espalhados em diferentes regiões do Planeta Terra estão tendo o mesmo sonho, o sonho da necessidade de agir de forma rápida e eficiente, em face das perigosas conseqüências da destruição do meio ambiente natural, muitos já estão agindo honestamente, mas estamos todos agindo isoladamente, de forma tímida, acanhada, quase envergonhada.


Há uma inevitável urgência, indeclinável e imperiosa necessidade da união de todas as forças, globalmente.


O sonho de preservar e garantir a auto sustentabilidade dos meios ambientes naturais é a única opção, visando garantir o direito à vida segura e saudável das próximas gerações.


Todos nós, soldados da humanidade, em defesa da preservação ambiental, em todo mundo, precisamos unir nossas forças, promover, incentivar, apoiar e contribuir de alguma forma, para que o nosso sonho não transforme-se num terrível pesadelo, de tão imprevisíveis conseqüências, que nos arrependeremos amargamente o dia que acordamos.


Não é uma questão de salvar a Terra, de salvar nosso Planeta, é sim uma questão de salvar, de garantir o futuro das próximas gerações de nossa e demais espécies.


A Terra, de maneira cíclica e natural vai recriar outras espécies, como já aconteceu cinco vezes no nosso passado geológico, mas agora, neste exato momento, está em acelerado processo de execução a sexta extinção, e a "bola da vez" são as futuras gerações, ou seja, nossos filhos, nossos netos e bisnetos.


Nenhum proveito será obtido com as riquezas acumuladas hoje, se não garantirmos o nosso futuro.


Se falharmos na transformação do sonho em realidade (de preservar o meio ambiente natural), com certeza cientificamente já comprovada, será o nosso pesadelo de amanhã.


Este é o nosso maior desafio já enfrentado em toda a história da humanidade, pela primeira vez, a espécie humana conseguir abrir mão de suas diferenças culturais, étnicas, políticas, religiosas, ideológicas e econômicas, para que juntos, unindo todas as forças possíveis, consigamos o poder necessário de reverter este cenário trágico, o de um pesadelo do aquecimento global em escala imprevisível, com capacidade de gerar desastres naturais avassaladores, invencíveis e de proporções irrecuperáveis.


Em boa hora, e cheios de esperança que o nosso sonho seja transformado em realidade, hoje, agora, é o momento histórico de união de todas forças, para que juntos, possamos vencer a luta inescusável , em defesa da auto sustentabilidade ambiental, enquanto ainda é possível, antes que seja tarde demais.


Dia da Terra, ao assumir a liderança nacional e internacional em defesa da necessária, imprescindível proteção ambiental, o de preservação incondicional da floresta amazônica, desafia à todos os humanos para a execução desta urgente missão: Proteger a Floresta Amazônica, com o uso de todos os meios e armas humanísticas e civilizatórias possíveis.


Universidade Livre do Meio Ambiente na Amazônia


Dia Da Terra


11 de janeiro de 2016