Selecione seu idioma

terça-feira, 14 de abril de 2015

Brasil Urgente: Estamos diante de um "nó institucional" que ninguém sabe como desfazer.



Anotem em suas  agendas este   alerta emitido no   dia  de hoje:   13  de abril de 2015...

O   Brasil   está quebrado, falido, foi  à  bancarrota total.

Os ladrões do   dinheiro  público conseguiram quebrar o  Brasil.

Planos de ajustes fiscais, aumento dos  juros,  aumento  da carga  tributária,   planos  de contingenciamentos,  tudo  lorota, conversa  fiada, nada disso  vai  salvar o Brasil do maior  desastre  econômico da nossa história, com  gravíssimas  consequências sociais.

Só  há uma saída possível,  se  é  que  ainda  existe  tempo  hábil  e   meio  de execução:  um ponta-pé no  traseiro de  todos os  ladrões  do  dinheiro público.

Acabar com a  roubalheira generalizada que apodreceu o  Brasil.

Diminuir, enxugar drasticamente a  máquina  pública nas  esferas dos  três "ex-poderes" da  desmoralizada "ex-república" brasileira.

Fechar a teta  da vaca.

Reduzir  drasticamente o  número de ministérios...

Demitir todos os cargos comissionados...

Reduzir pela metade o número de Senadores, Deputados e Vereadores...

Cortar  todas  as verbas  adicionais sob  qualquer pretexto...

Vai sobrar  dinheiro.

O  povão  não terá que  pagar a conta, e ainda   sobrará  dinheiro  para realizar os investimentos necessários,  para  que o  Brasil  precisa  e possa  realmente  crescer...

O  resto é  encheção  de linguiça...

Demagogia criminosa.

Aumentar a  receita  agora,  para  cobrir o  rombo  dos ladrões, só   servirá para  dar  continuidade aos esquemas  de roubalheira.

O   Brasil está ladeira abaixo,  à  beira  do precipício econômico e social.

As Instituições estão completamente desmoralizadas, lideradas  por pessoas inescrupulosas, cínicas, debochadas, traidoras da Pátria, e  sem credibilidade alguma, e na maioria, sob  investigação  policial por  práticas  criminosas  contra os   cofres  públicos.

Não  há ninguém,  nenhuma voz, nenhuma   liderança  nacional  com  credibilidade capaz  de dizer  a  verdade  e   guiar a  Nação.

Este desgoverno está conduzindo  o  Brasil a uma  tragédia anunciada,  com  dia  e hora marcada,  se  o curso   dos  acontecimentos não for alterado.

E  chegamos à um ponto  tão  crítico e  dramático que a  queda  da Dilma e a extinção do  PT não  bastará   para redirecionar   nossos  rumos.

É  necessário cassar  o mandato de todos  os  políticos, extinguir todos os partidos políticos, será  necessário  reinventar o  Brasil, começar  tudo de novo,  e  neste momento,   não existe ninguém no  Brasil  que  saiba como  fazer  isso.

Estamos diante de  um "nó institucional"  que  ninguém  sabe como desfazer.

Quem  viver verá!

E o  barril de pólvora "Brasil" não vai  demorar  para  explodir, pois  a  grana  acabou, é  só ver a situação educacional, segurança pública, saúde  pública, e  os  serviços básicos.

A população está estrangulada  economicamente, e a  única  saída para  sobreviver  é o calote  generalizado...  vai  ser  o  caos social e econômico.

Dilma na  Presidência completamente desmoralizada....

Temer do PMDB na   vice-presidência  (é trocar  seis por meia-dúzia)...

Renan  no Senado  dispensa  comentários...

Cunha  na  Câmara Federal  é  a certeza  do  "desastre institucional perfeito"...

A  quem recorrer?

Ao  aposentado Joaquim  Barbosa,  preocupado  com  suas dores  de coluna?

A  comportada  e  tímida classe média   colorida, cantando o  hino  nacional  nas ruas  uma  vez por mês, também  não  terá  instrumentos  para  desfazer o  nó.

Atropelar a  Constituição  Federal  e colocar o  heroico Sérgio  Moro na   Presidência do   STF, e o   Joaquim Barbosa  na  Presidência?

No  Brasil  dividido entre os covardes e  os corrompidos de hoje,  ninguém tem "culhão"  para liderar tamanha temeridade.

Estamos num beco  sem  saída institucional, e  o  Brasil   está  afundando.

Qual  é  a saída?

Isso  vai  dar merda, com  certeza!

Anotem  e divulguem, compartilhem.

Vou   postar  sucessiva  e  exaustivamente  este  alerta a  partir de hoje,  pois   estamos correndo  sérios  perigos de um desastre nacional sem  precedentes na nossa   história.

Dia da  Terra
Brasil,  Curitiba,14  de abril de 2015